MEDICINA ORTOMOLECULAR

Tem como principal objetivo detetar défices ou excessos de vitaminas, minerais, enzimas, pré e probióticos, metais pesados e hormonas, que possam estar a causar inflamação e consequentemente sintomas, de forma a prevenir o bom funcionamento do seu organismo. Estes são a base para que as nossas reações metabólicas possam acontecer. Na prática, uma carência em ferro ou valores baixos de glóbulos vermelhos pode ser causado por défice de vitaminas que constroem as nossas células. Muitas doenças tem por base estas carências e ao realizarmos uma anamnese minuciosa, assim como análises clínicas específicas, podemos determinar estes desequilíbrios. A solução passa por adotarmos uma boa higiene de vida, como por exemplo uma alimentação adequada e se necessário a toma de suplementos em doses específicas para cada indivíduo. Pessoas que tem sintomas e que não sabem a sua origem, mesmo depois de terem feitos testes médicos, a Terapia Ortomolecular pode ser a solução. Para além disso, ela atua na prevenção, ou seja, evitando que esses desequlibrios possam surgir, através de uma boa higiene de vida.

 

Indicações

 

Doenças crónicas/auto-imunes

 

.Artrite reumatoide

.Espondilite anquilosaste

.Esclerose múltipla

.Lúpus Eritimatoso sistémico

.Psoriase

.Parkinson

.Doença de Alzheimer

 

Doenças inflamatórias

 

.Fibromialgia

.Síndrome de fadiga crónica

.Nevralgias

.Tendinites

.Anemia

.Dislipidemia

.Diabetes

.Colesterolemia

.Obesidade

.Asma

.Hipertensão arterial

.Endometriose

 

Doenças cognitivas-comportamentais

 

.Défice de atenção

.Autismo

.Depressão

.Síndrome de down

.Esquizofrenia 

.Ansiedade

.Hiperatividade 

 

Envelhecimento

 

.Probelmas de pele

.Alterações hormonais

.Menopausa

.Disfunção erétil

.Osteoporose 

.Infertilidade sem causa aparente

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram